Socorro: a cidade para quem gosta de pedalar, com fácil acesso e lindas paisagens

Ciclovia, aluguel de bicicletas e lindas paisagens completam o cenário para cicloturismo

O pedal perfeito com a foto perfeita!, atividade realizada no Colina Bike Park. Foto cedida pela Assessoria de Imprensa

Muitos arriscam dizer que o cicloturismo – não como existe hoje, nem com esse nome, claro – começou junto com as primeiras bicicletas que chegaram no Brasil, no início do século passado, no Rio de Janeiro, época que foram utilizadas pelas mulheres da alta sociedade para fazerem passeios e piqueniques. A chegada dos modelos tipo mountain bike no país, no fim dos anos 80, ampliou o cenário, porque foi possível explorar inúmeras estradas de terra propícias para pedalar. Hoje, com grupos organizados, agências especializadas e roteiros traçados ficou tudo mais proveitoso.

E, quem diria, a bicicleta ganhou inúmeros adeptos no último ano. Prática, sustentável e econômica, alia muito bem esporte com diversão e ainda é agradável para todas as idades. Foi a “salvação” para quem precisou manter corpo e mente sadios nos últimos meses. De acordo com dados da Associação Brasileira do Setor de Bicicletas, as vendas aumentaram 87% desde o início da pandemia até começo de dezembro de 2020, se comparado com o mesmo período do ano anterior. Na fase de flexibilização, o percentual de vendas de bikes saltou para 118%. .

Um destino que tem chamado a atenção dos bikers é a Estância Hidromineral de Socorro – localizada no Circuito das Águas Paulista e referência em aventura e ecoturismo. De fácil acesso, com infraestrutura e lindas paisagens, o município é ideal para pedalar, interagir com o meio, contemplar as belezas naturais em meio a Serra da Mantiqueira, conhecer lugares, trocar experiências, passear e relaxar. Na cidade existem vários atrativos culturais, históricos e arquitetônicos. No campo, uma natureza ímpar, com flora e fauna encantadoras durante o percurso: são mais de 1300km de caminhos rurais, trilhas e estradas de terra.

A cidade conta com aluguel de bikes, ciclovia e pista de Downhill. Tudo pronto para receber ciclistas de todas as modalidades e níveis de preparo, seja para um breve passeio ou para uma viagem de dias.

Uma opção incrível para quem gosta de unir o útil ao agradável, atividade realizada no Vale das Pedras. Foto cedida pela Assessoria de Imprensa

Para quem ainda não tem uma, não tem como levar ou quer comodidade, o Parque Vale das Pedras Espaço Aventura aluga bikes aro 29, com amortecedor e freio a disco hidráulico, por R$ 20 por hora, por pessoa. Funciona todos os dias, das 9h às 16h, mas é preciso agendar com antecedência. Além disso, oferece quatro roteiros: Caminho Turístico Rio do Peixe (Ciclovia Rio do Peixe) e Caminho Turístico da Pompéia, ambos com média de duas a três horas; e Centro Histórico e Caminho Turístico do Cristo, com cerca de uma hora cada. Todos indicados para pessoas que pedalam com frequência.

No Colina Bike Park existem mais de 20 trilhas, que superam os 2600m de desnível acumulado, onde os ciclistas encontram opções para todos os níveis, do iniciante aos mais experientes. Os caminhos, trilhas e single tracks são sinalizados por placas, para facilitar a localização, pois a área do complexo supera os 700 mil metros quadrados. Tudo segue as recomendações da IMBA (International Mountain Bicycling Association), que orienta a criação de trilhas sustentáveis, que não se deteriorem com erosão e se integrem ao meio ambiente. Para passeios na fazenda, o hotel conta com aluguel de bikes mais simples, a R$40 (quarenta reais) por hora.

Aos iniciantes que precisam ganhar confiança na terra são indicados os caminhos: Estrada do Sol, Trilha da Mata, Tobogã do Lago, Estrada do Caseiro, Trilha do Lago, Estrada do Lago, Estrada do Cânion, Bkpc X Mirante X BKPC. De nível médio a difícil, as trilhas Estrada das Cachoeiras, Trilha da Onça, Descida Zig-Zag e Subida Zig-Zag exigem um pouco mais de habilidade dos ciclistas para encarar subidas íngremes, pedras e curvas fechadas pelo caminho. E, para os pilotos mais experientes, a Trilha do Cânion, Buraco da Colina, Trilha do Fundão e Adventure Bikes / Colina Bike Park oferecem um pouco mais de emoção no passeio, o que incluem subidas que ultrapassam os 20% de inclinação em alguns trechos e uma das estradas mais altas da divisa entre São Paulo e Minas Gerais, com 1400m de altitude.

Para profissionais 

Socorro sedia – há 5 anos – uma etapa da Liga Paulista de Downhill, uma importante e concorrida competição esportiva O local é a Pedra Bela Vista que tem uma trilha de Downhill, destinada apenas a atletas, que usam para treinar para provas dessa modalidade. A pista é técnica, requer conhecimento da atividade, tem por volta de 3 km e pode ser utilizada das 10h às 13h.  Atletas de fim de semana, que fazem pedal de longa distância, também são bem-vindos no parque.  A pessoa que chega pedalando, não paga entrada.

Mimo

No roteiro, vale incluir o Rancho Pompéia, que tem um delicioso café caipira com desconto de 10% para ciclistas. A propriedade rural e familiar produz doces, geleias, pães, biscoitos e queijo. Todos inclusos no café caipira, que ao todo oferece mais de 20 itens. Focado no resgate das tradições, o objetivo é fazer lembrar aquele sabor da casa da vó, com o bolinho de chuva, bolo de maçã com canela e cuca de maçã e de banana, por exemplo. Tudo isso em uma aconchegante casa estilo colonial. O café caipira pode ser saboreado todos os dias das 8h às 11h e das 15h às 18h, para grupos de no mínimo 10 pessoas, precisa ser agendado e custa R$ 25 por pessoa; crianças de 6 a 11 anos pagam R$ 15 e até 5 anos é gratuito.

Boraaaaaa para o pedal, Atividade realizada no Colina Bike Park. Foto cedida pela Assessoria de Imprensa.
Colina Bike Park

Hotel Fazenda Colina dos Sonhos – Caminho Turístico do Serrote – KM 12, S/N – Bairro do Serrote –  Diariamente das 8h às 20h

Parque Vale das Pedras Espaço Aventura

Caminho Turístico do Rio do Peixe, Km 03 –  Todos os dias, das 09h às 16h, com agendamento antecipado

Pedra Bela Vista

Estrada Municipal dos Cubas, s/n Dos Cubas –  Todos os dias. Para a pista, das 10h às 13h. O parque fica aberto até às19h. Quem chega de bike não paga entrada

Rancho Pompéia

Estrada da Pompéia, 3,5 km –  Todos os dias, das 8h às 11h e das 15h às 18h; grupos com no mínimo de 10 pessoas;  custa R$ 25,00 por pessoa; crianças de 6 a 11 anos pagam R$ 15 e crianças até 5 anos não pagam. 10% de desconto para bikers

Descubra Socorro: 

Estância Hidromineral de Socorro, a “cidade aventura”, é um dos nove municípios a integrar o Circuito das Águas Paulista. Já é referência nacional em turismo de aventura e turismo acessível e se dedica para se tornar também um destino sustentável e pet friendly. Para isso, diversas ações de conscientização são criadas e envolvem moradores, empresários e turistas. Gastronomia variada, lazer para toda família e a melhor experiência em atividades culturais e passeios cercados pelas belezas naturais da Serra da Mantiqueira. Visitas guiadas ou autoguiadas em mais de 1300km de caminhos rurais disponíveis ao público. Saiba mais:  www.socorro.tur.br

ASTUR

A Associação de Turismo da Estância de Socorro – SP, que tem como objetivo a promoção de ações para o desenvolvimento sustentável das empresas associadas e o fomento do turismo de Socorro, sempre em consonância com o COMTUR (Conselho Municipal de Turismo) da cidade. Na “Estância Hidromineral” – status conquistado por cumprir determinados pré-requisitos definidos por Lei Estadual, o que também dá o direito ao município de agregá-lo ao nome -, atualmente, são 60 empresas associadas de diversos setores turísticos como hospedagem, ecoturismo, atividades de aventura, turismo rural, gastronomia e compras. 

VGCOM – VANESSA GIANNELLINI COMUNICAÇÃO
Jornalista Responsável: Vanessa Giannellini

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui