Museu do Futebol e Centro Cultural do Banco do Brasil são duas ótimas opções de Turismo na Capital Paulista

O WZ Hotel Jardins fica entre a Rua Oscar Freire e Alameda Lorena, o endereço mais completo da cidade de São Paulo.

WZ Hotel Foto: Adilson Zavarize

São Paulo, a maior cidade do Brasil foi nosso destino na última semana. Pra começar, fomos convidados a ficar em um dos endereços mais privilegiados para quem procura diversão e cultura na grande metrópole, a Avenida Rebouças, no charmoso WZ Hotel Jardins, entre a Rua Oscar Freire e Alameda Lorena, o endereço mais completo da cidade de São Paulo. Na região, estão os melhores centros de eventos, hospitais e as principais grifes da moda da capital paulista, além dos mais importantes endereços gastronômicos da cidade.

Entre as inúmeras atrações da cidade, escolhemos duas: O Museu do Futebol e o Centro Cultural do Banco do Brasil, onde está sendo realizada a mostra “O Triunfo da Cor: o Pós Impressionismo”, com obras de Van Gogh, Seurat e outros grandes ícones do movimento impressionista.

Museu do Futebol

Quem nunca se deixou levar pela emoção de assistir a um bom jogo de futebol e torcer por seu time do coração? Desde a infância o brasileiro já define as cores do time pelo qual vai torcer, rir e até chorar. Essa é a paixão do brasileiro pelo esporte bretão. E foi com o intuito de levar os visitantes a esse mundo que o Museu foi idealizado. De pronto, você desembarca na Praça Charles Miller, em frente à entrada de um dos estádios mais famosos do país, o Estádio Municipal Paulo Machado de Carvalho, o Pacaembu. A visita segue um roteiro onde viajamos pela história do futebol, com fotos, vídeos e áudios, muitas vezes de modo interativo, onde as imagens aliadas ao som, chegam a arrepiar.

O Estádio Pacaembú abriga o Museu do Futebol Foto: Adilson Zavarize

Na sala dos Números e Curiosidades, há um grande almanaque interativo e a evolução das bolas e chuteiras, e a da Dança do Futebol, na qual se pode ouvir crônicas sobre aspectos do esporte, como o drible e o gol. Outra sala que impressiona e fascina é a das Copas do Mundo, com taças gigantescas formadas por telas que mostram as principais características do país entre as Copas de 1930 até 2010. Ao lado, pode-se observar a camisa que Pelé usou na campanha do tri, na Copa do México, em 1970, além de réplicas das bolas de todas as Copas, até a Brazuca, de 2014. Enfim, é um excelente passeio, tanto para quem ama o principal esporte praticado no Brasil, quanto para quem não tem muita afinidade, pois proporciona uma bela oportunidade para conhecer melhor a sua história e as emoções que provoca.

Acessibilidade: O Museu do Futebol foi pensado e preparado para atender a diferentes perfis de público: brasileiros e estrangeiros; pessoas com deficiência física, intelectual e mobilidade reduzida; crianças, jovens, adultos e idosos. Para tanto, criou-se o Núcleo de Ação Educativa, responsável por elaborar metodologias que estimulem reflexões junto ao visitante. Entre as ações realizadas, está o atendimento a grupos escolares e ao público espontâneo, além de projetos educativos.

Serviço:
Museu do Futebol

Local: Estádio do Pacaembu
Endereço: Praça Charles Miller, s/n São Paulo/SP

De terça a sexta – das 9h às 16h (permanência até às 17h).

Sábados, domingos e feriados – das 10h às 17h (permanência até às 18h).

*Entrada gratuita aos sábados

*Entrada gratuita para pessoas com deficiência

*Estacionamento na Praça Charles Miller, com Zona Azul. Cada folha vale por três horas, e pode ser adquirida a preço oficial na bilheteria do Museu.

*Consulte o horário de funcionamento do Museu em dias de jogos no Estádio do Pacaembu no site do Museu

Tel.: (11) 3664-3848

Site: www.museudofutebol.org.br

Centro Cultural Banco do Brasil

Depois do futebol fomos para o Centro Velho de São Paulo, e, após dar algumas voltas em vão por mérito do gps (era um domingo e muitas ruas são interditadas para proporcionar mais espaço para lazer para os cidadão paulistanos), fizemos uma caminhada pelo Centro Velho e chegamos ao nosso destino, o Centro Cultural do Banco do Brasil, localizado no prédio histórico da primeira agência na cidade, onde fomos conhecer a mostra internacional “O Triunfo da Cor: o Pós Impressionismo”, que ocupa desde o sub-solo, até o quarto andar, com obras de grandes artistas do impressionismo como Van Gogh, Gauguin, Toulouse-Lautrec, Cézanne, Seurat, Matisse, e recebeu do crítico inglês Roger Fry a designação de pós-impresionista, por promoverem uma nova linguagem estética, baseada no uso intenso da cor.

A mostra tem curadoria de Pablo Gimenez Burillo, Guy Cogeval e Isabelle Cahn, e pode ser visitada até o dia 07 de julho. A entrada é gratuita, porém, deve-se fazer as reservas com antecedência.

Serviço
Centro Cultural Banco do Brasil

Mostra “O Triunfo da Cor: O Pós Impressionismo”

Data: até 07 de julho
Local: Centro Cultural Banco do Brasil
Endereço: Rua Álvares Penteado, 112 Centro – São Paulo/SP
Horário: das 09h00 às 21h00
Visitação com hora agendada: Opção de visitação com hora agendada pelo aplicativo “CCBB” (Apple Store e Google Play) e site bb.com.br/cultura , ou na bilheteria do CCBB, mediante disponibilidade.
A entrada é gratuita.

Para aproveitar essas e muitas outras oportunidades que a capital oferece, nossa dica de hospedagem é o WZ Hotel Jardins

Endereço: Avenida Rebouças, 955 – entre Rua Oscar Freire e Alameda Lorena
Telefone: (11) 3069-0000
E-mail: reservas@wzhoteljardins.com.br
Site: www.wzhoteljardins.com.br

Sobre o Grupo W Zarzur

Responsável pela incorporação e pela operação do WZ Hotel Jardins, o Grupo W Zarzur foi fundado há 67 anos pelo engenheiro Waldomiro Zarzur e está na vanguarda da construção civil brasileira, com projetos inovadores, funcionais e marcantes para a cidade de São Paulo. São cerca de 300 empreendimentos em diversos setores, como incorporação imobiliária, construção civil, hotelaria, loteamentos, centros de logística, auto-shoppings, agronegócio e energia.

Entre suas obras estão o Velódromo do Ibirapuera, o Hospital Albert Einstein e o Edifício W. Zarzur, ou Mirante do Vale, um arranha-céu com 170 metros de altura. Pioneiro da verticalização da cidade de São Paulo, o Grupo W Zarzur possui em seu portfólio atualmente mais de 6 milhões de metros quadrados de área construída.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui