Caldas Novas tem de tudo e um pouco mais em qualquer época do ano

Águas quentes, gastronomia, ecoturismo, turismo religioso e completa rede hoteleira fazem de Caldas Novas um dos melhores roteiros do Brasil 

Monumento das Águas. Foto: Adilson Zavarize

Voltamos para o circuito das águas quentes no estado de Goiás. Nosso destino foi a aconchegante cidade de Caldas Novas, a 764km da capital paulista, onde encontramos além de um clima agradável, muitas opções de diversão e lazer para toda a família. A cidade possui um dos mais modernos aeroportos do interior do Brasil, e recebe voos regulares e fretados, partindo de Campinas/SP, São Paulo/SP e Goiânia/GO. Para essa viagem, optamos pela rota terrestre e percorremos os 654km entre Piracicaba e a maior estância hidrotermal do mundo.

O trajeto rodoviário corta o norte paulista pela Rodovia Anhanguera, segue pelo Triângulo Mineiro (Uberaba, Uberlândia e Araguari) pelas Rodovias MG050, MG223 e MG413, e pela GO139, todas em ótimas condições, tornando a viajem tranquila e segura mesmo nos trechos de pista simples, além de proporcionar o conforto de poder parar, e admirar a natureza e as belas paisagens pelo caminho.

Pólo Turístico

Caldas Novas está no ranking dos maiores polos turístico do Brasil, e não é para menos, com nascentes de águas naturalmente aquecidas, que brotam a uma temperatura que varia entre 37° a 57°C, é considerada a maior concentração de piscinas termais naturais do mundo.

Aquapark Di Roma Foto: Adilson Zavarize

A estância oferece diversão e lazer para todas as idades, tem uma rede hoteleira completa, com hotéis, resorts, parques aquáticos, pousadas e hotéis fazenda. São mais de130 mil leitos com as mais variadas opções.

Gastronomia

A gastronomia local é um dos pontos fortes para quem curte o turismo gourmet, a cidade conta com uma grande variedade de bares e restaurantes que servem pratos típicos, até churrascarias e pizzarias.

As lojas de doces deixam todos com água na boca Foto: Adilson Zavarize

Há também as casas de doces, com doces caseiros feitos com frutos da região como o pequi e doces exóticos, em sua maioria, caseiros e fabricados no local. Para quem gosta de uma boa cachaça artesanal goiana ou licores, há a Cachaçaria Vale das Águas Quentes, com uma grande variedade de destilados, além de doces e sorvetes com sabores exclusivos, como o de rapadura e goiabada com queijo. A qualidade dos produtos rendeu a Cachaçaria o prêmio Cachaça Awarded National and International, premiada na Itália na homenagem aos 100 anos de Santos Dumont. O estabelecimento tem ainda o Museu da Cachaça, é indicado pelo Tripadvisor.

Vida noturna

À noite Caldas Novas oferece  atrativos para todos os gostos, com bares restaurantes e praças. No centro da cidade a opção para que leva os filhos é o parque de diversões, e ao lado, aos finais de semana, vale a pena visitar a Feira do Luar, montada em um local amplo, oferece uma grande variedade de souvenirs.

A Feira do Luar é visita obrigatória Foto: Adilson Zavarize

A feira tem uma ampla praça de alimentação, onde se pode provar doces caseiros e guloseimas locais como tortas, doces e bombons.

Turismo Religioso

Para quem prefere o turismo religioso, Caldas Novas oferece várias opções, como a Igreja de Nossa Senhora das Dores, ou Igreja Matriz, no centro da cidade, construída em 1850, é considerada a construção mais antiga do município. Conhecemos também o Santuário Nossa Senhora da Salete, que fica no pé da Serra de Caldas Novas, em meio ao cerrado. Foi fundado em 2004 pela Diocese de Ipameri/GO, o Santuário foi idealizado para a aparição de Nossa Senhora para duas crianças, ocorrida em 19 de setembro de 1846 em uma aldeia nas montanhas nos Alpes na França.

Os devotos de Nossa Senhora da Salete podem conhecer o novo Santuário Foto: Adilson Zavarize

O Santuário recebe anualmente a Romaria no último domingo do mês de setembro, quando acontecem as comemorações do mês Saletino.

Outro local que conhecemos em Caldas, foi o Jardim Japonês, um lugar calmo e que possui uma energia espiritual muito intensa. É um verdadeiro passeio pelas tradições orientais dos monges budistas, repleto de simbologia em todos os detalhes.

O Jardim Japonês oferece um passeio agradável, onde pode-se limpar a mente e meditar. Foto: Adilson Zavarize

O jardim fica na entrada da cidade, no local de uma antiga fazenda goiana onde tem ainda, preservada uma das casas mais antigas da cidade, com mobiliário da época, além de moenda de cana-de-açúcar e objetos muito preservados, contrastando com a cultura oriental.

Ecoturismo

E para quem gosta de ficar bem próximo à natureza,  o Parque Estadual da Serra de Caldas Novas (PESCAN) é o lugar perfeito.

As trilhas do parque levam o turista a conhecer o ecossistema local. Foto: Adilson Zavarize

Próximo à cidade, a apenas 3km, é sob o Parque que se esconde o maior manancial de águas termais do mundo. A área de proteção da biodiversidade do cerrado, abriga um bioma rico, que pode ser visitado através das trilhas da Cascatinha e do Paredão.

Nesta viagem, ficamos e indicamos o Hotel diRoma Exclusive, que faz parte do Grupo diRoma Hotéis, que conta com uma variedade grande de opções de hospedagem e lazer em seus 13 hotéis. Seu parque aquático, o diRoma Acqua Park é o maior da região e conta com toboáguas, piscinas de águas quentes naturais e frias e uma piscina com ondas artificiais.

7 motivos para visitar Caldas Novas

1 – Fácil acesso, tanto por via aérea quanto por via terrestre. A infraestrutura da rede de hospedagem é completa e a hospitalidade do povo goiano faz você se sentir em casa.

2 – Parque Estadual da Serra de Caldas Novas (PESCAN) – Área de proteção da biodiversidade do cerrado goiano, com trilhas e cachoeiras. Fica a apenas três quilômetros da cidade. É aconselhável o uso de calçado apropriado e o uso de protetor solar. Não esqueça sua câmera, a paisagem é maravilhosa.
Horários: de terça a sexta das 08h30 às 16h00 / sábados, domingos e feriados das 08h30 às 10h15 e das 14h00 às 16h00.

3 – Jardim Japonês – Área arborizada e repleta de simbologia e espiritualismo. O local é um verdadeiro passeio pelas tradições dos monges budistas e há toda uma simbologia oriental em todos os detalhes. Está localizado na entrada de Caldas Novas.
Endereço: Rua São Cristovão, 805 – Caldas Novas/GO

4 – Cachaçaria Vale das Águas Quentes – Um ótimo ponto para visitação na cidade. Nela você encontra licores exóticos, cachaça de alambique artesanal, doces caseiros, produtos derivados da cana-de-açucar (rapadura e melado), sorvetes com sabores exclusivos e, ainda, o Museu da Cachaça.
Horário: de segunda a sábado e feriados das 09h00 às 18h00.
Endereço: Avenida Coronel Bento de Godoy, 2000 – Caldas Nocas/GO

5 – Docerias da Dona Ana e Dona Maria – As irmãs Dona Ana e da Dona Maria fazem doces caseiros maravilhosos, entre eles o doce de leite com baru ou com pequi, doce de jiló (isso mesmo, jiló), licores como o pequirula, uma versão do amarula feito com o pequi, além de sorvetes e outras guloseimas.
Endereço: Loja da Dona Ana – Avenida Santo Amaro – Quadra 9 – Solar de Caldas.
Loja da Dona Maria – Rua Orozimbo Correia Neto, 188 – Centro.

6 – Feira do Luar – Localizada no centro da cidade, a Feira do Luar acontece aos finais de semana e é um ótimo ponto para visitação, onde se pode comprar souvenirs de todos os tipos, doces e bolos. A feira fica ao lado do parque de diversões, no centro de Caldas Novas, sendo um ótimo lazer para a família.

7 – Porque Caldas Novas é bom demais!

Por: Adilson Zavarize e Kátia Nazatto
Fotos: Adilson Zavarize

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui