Aeroporto de Brasília inaugura serviço de venda de passagem de ônibus interestadual

Novidade deve estimular turismos de proximidade e doméstico por facilitar conexão entre destinos

Ponto de venda de passagens de ônibus interestaduais é inaugurada no Aeroporto de Brasília

Já pensou em desembarcar do avião e conseguir comprar, dentro do aeroporto, uma passagem de ônibus para outros destinos próximos? A partir de agora, o Aeroporto Internacional de Brasília vai contar com esse serviço, após inaugurar uma agência rodoviária dentro do terminal. A ação pioneira no país foi desenvolvida pela Associação Brasileira das Empresas de Transporte Terrestre de Passageiros (Abrati) e visa estimular o turismo multimodal, ampliar a segurança dos viajantes e trazer agilidade às conexões.

A iniciativa caminha de mãos dadas com as metas do Ministério do Turismo em estimular as viagens rodoviárias e as de proximidade – para destinos com até 300 quilômetros de distância. “A retomada do setor de maneira segura e responsável é o nosso objetivo e a tendência é que o turismo de proximidade faça cada vez mais parte da vida do turista brasileiro no cenário pós-pandemia”, pondera o ministro do Turismo, Gilson Machado Neto.

A agência inaugurada em Brasília nesta terça-feira (13.01) é a primeira do Brasil a operar venda de passagens em aeroportos e pretende atender viajantes de todo o país, principalmente passageiros que usam a capital federal para realizar ligações rodoviárias interestaduais. Segundo a Abrati, em breve também será possível embarcar passageiros diretamente do terminal e levá-los a destinos como Goiânia (GO), Anápolis (GO) e Alto Paraíso de Goiás (GO).

Maria Fernanda Mota, Gestora da Rede de Comunicação da Abrati, explica que a inauguração do ponto de venda é a primeira etapa do projeto, mas a ideia é que as linhas de ônibus possam atender direto dos diversos aeroportos do país.  “O ministério tem um papel muito importante no processo de promoção do turismo rodoviário e nós queremos fazer cada vez mais parte deste movimento”, destaca.

Por Kiara Goulart, com informações da Abrati
Assessoria de Comunicação do Ministério do Turismo

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui